CRIANÇAS DURANTE O DISTANCIAMENTO SOCIAL

As crianças também estão sendo afetadas neste período em que o isolamento tem sido necessário para a prevenção do contágio do novo coronavírus. Para elas é bastante difícil compreender a situação e se adaptar às mudanças na rotina.

            As crianças mais velhas poderão entender esta necessidade mais facilmente, mas mesmo as mais novas devem receber explicações simples sobre nossa realidade. Isto, feito de maneira aberta e tranquila, evita o medo e a ansiedade.

            A Sociedade Brasileira de Pediatria orienta sobre a importância dos cuidados com as crianças neste período de confinamento.

            É dever dos pais coordenar atividades de acordo com a faixa etária das crianças para evitar o estresse, ocupando seu tempo com atividades lúdicas e obrigações.

              Orientação em relação à higiene deve ser um hábito diário, mesmo após a pandemia. Os pais devem ensiná-las neste período a espirrar com proteção, lavar as mãos com frequência, usar seus utensílios e evitar o contato físico.

A divisão de tarefas domésticas também deve incluir as crianças, conforme a idade e sempre cuidando da prevenção de acidentes domésticos.

Organizar horário para estudo é fundamental neste período. Várias escolas estão disponibilizando aulas e atividades pela internet. A criança deve entender que o momento não é de férias e sim de emergência transitória e que as atividades cotidianas devem ser cumpridas.

  • Realizar atividades físicas, mesmo que dentro de casa, é importante para a saúde física e mental e podem ser feitas em forma de brincadeiras e jogos. Os pais devem incentivar atividades ao ar livre, ao sol ou em locais mais arejados da casa ou do apartamento, sempre que possível.

Planejar leitura, música, filmes, brincadeiras e tempo de tela, respeitando os limites, faz parte de uma rotina saudável.

Hábitos de rotina do sono são de grande importância neste período, apesar de serem difíceis de manter, assim como uma alimentação saudável e variada, junto com a ingestão adequada de líquidos.

Os pais devem estabelecer horários para o uso supervisionado das telas. As videoconferências com os avós e amigos são uma boa ferramenta para diminuir a saudade.

Pais e filhos devem aproveitar para enxergar este período como forma de aproximação e tirar proveito de toda esta situação.

Dra. Fernanda Formagio de Godoy Miguel

Pediatra pela SBP

CRM: 104.671